Notícias

Auxílio emergencial EXTRA é confirmado com o valor de R$ 1.320 por pessoa


Auxílio Emergencial é liberado a estas pessoas pelo Governo (Foto: Reprodução/ Internet/ Montagem)

De forma mais frequente do que se pode imaginar, novas formas de auxílio emergencial são concebidas e aprovadas pelo poder público, com o propósito de proporcionar apoio financeiro quando mais necessário. Recentemente, foi aprovado um projeto de lei que visa implementar um auxílio para órfãos.

No dia 16 de agosto, a Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) aprovou a criação e concessão de auxílio emergencial destinado a indivíduos que se tornem órfãos devido a vítimas de feminicídio. Diante da trágica situação de perder a mãe e ter o pai acusado de um crime, a criança ou adolescente receberia um auxílio financeiro para ajudar a cobrir suas despesas de vida.

A proposta de lei foi enviada pelo próprio governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), o que aumenta consideravelmente as chances de ser sancionada em breve. Era necessário apenas o consentimento dos deputados, o que ocorreu na semana passada. Para enfatizar a relevância do projeto, ao longo de oito meses, foram registrados 24 casos de feminicídio.

Seria o fim? Subway está prestes a ser vendido e deixa os amantes preocupados com seu futuro; Entenda

Ainda sobre Auxílio Emergencial

Aplicativo Caixa Tem (Foto: Reprodução / Internet)
Aplicativo Caixa Tem (Foto: Reprodução / Internet)

Ibaneis já havia expressado sua confiança na aprovação simplificada do auxílio emergencial na Câmara, especialmente para esse público-alvo, e seu governo estava empenhado em ajudar as vítimas dessa situação.

Veja também

“Além de uma assistência financeira, isso representa um ato de compaixão, um suporte digno para aqueles que mais necessitam. Isso é apenas um passo entre muitos que estamos dando, para assegurar que as mulheres vivam com dignidade, respeito e segurança”, destacou o deputado Wellington Luiz (MDB).

O objetivo da lei é beneficiar os órfãos de mulheres que tenham sido vítimas de feminicídio, esse é o critério fundamental para a concessão do auxílio emergencial. Em 18 de julho deste ano, a vice-governadora do Distrito Federal, Celina Leão (PP), na ocasião à frente do Palácio do Buriti, assinou um decreto para estabelecer uma rede distrital de proteção para os órfãos do feminicídio.

Agora, o plano é disponibilizar um salário mínimo (R$ 1.320) para cada uma das crianças e adolescentes que:

  • Têm menos de 18 anos; ou
  • Têm até 21 anos e vivem em uma situação de vulnerabilidade social;
  • Residem no Distrito Federal há, pelo menos, dois anos;
  • Possam comprovar que enfrentam uma situação de vulnerabilidade econômica.

NOS SIGA NO INSTAGRAM

Logo Aaron Tura Tv

Aaron Tura

💬 Jornalista | Colunista @ATardeESua @TVFOCOoficial @oficialSUPERPOP

@aarontura

SEGUIR AGORA

Olá, sou um jornalista freelancer apaixonado por contar histórias e transmitir informações de forma clara e objetiva. Com vasta experiência em diversas áreas, desde esportes até tecnologia e cultura, busco sempre trazer um olhar único e envolvente aos meus trabalhos. Minha versatilidade e comprometimento com a qualidade jornalística me permitem entregar conteúdos que atendam às necessidades do site de maneira ágil e precisa.