Casagrande é duro ao criticar a Seleção Brasileira e pede saída de Fernando Diniz


Casagrande detona clássico entre Corinthians e São Paulo (Imagem Reprodução Internet)
Comentarista Casagrande (Imagem Reprodução Internet)

Atual técnico da Seleção tem desempenho detonado

Depois da terceira derrota consecutiva do Brasil sob o comando do técnico Fernando Diniz, o comentarista esportivo Casagrande acabou fazendo duras críticas ao treinador da Seleção Brasileira.

Em sua coluna no UOL Esporte, Casagrande acabou destacando a teimosia e arrogância de Fernando Diniz, apontando que o estilo de jogo desejado pelo treinador não é viável sem os treinos adequados.

+ Foi divulgado hoje (20/11): Palmeiras próximo de anunciar sua segunda grande contratação, diz jornalista

“A CBF precisa definir um treinador efetivo até o começo de 2024, antes dos amistosos contra Inglaterra e Espanha, em março, nos respectivos países europeus. Fernando Diniz é muito teimoso e arrogante para reconhecer que o que ele gosta não dá para fazer sem treinos”, afirmou Casagrande.

Ele ainda criticou as escolhas de Fernando Diniz, mencionando que a Seleção Brasileira entra em campo perdida, com alterações equivocadas. Casagrande questionou a insistência em jogadores que, em sua visão, não merecem ser convocados, além de apontar falhas na escalação e nas substituições.

“Ninguém está aguentando mais esses vexames que estamos passando”, acrescentou Casagrande, que expressou a sua insatisfação com o desempenho recente da Seleção Brasileira.

Casagrande ainda dirigiu críticas à imprensa que defende a permanência de Fernando Diniz no comando da Seleção, classificando como indefensável a situação atual.

+ Nico López, ao que tudo indica, deve atuar em gigante clube brasileiro

“Mesmo sendo indefensável, existem algumas pessoas da imprensa (ou que não fazem parte dela) que tentam mostrar algo bom onde não há. Defendem jogadores e treinador, sem nenhum argumento válido. Assistir aos jogos da seleção brasileira tornou-se um estorvo”, finalizou Casagrande.

Com a pausa nas atividades da Seleção no Brasil até março de 2024, Casagrande instou a CBF a tomar uma decisão rápida sobre o futuro do comando técnico da equipe nacional.

Fernando Diniz durante jogo vexatóro da Seleção Brasileira (Foto: Reprodução/ CBF)
Fernando Diniz durante jogo vexatóro da Seleção Brasileira (Foto: Reprodução/ CBF)

Autor(a):

Eu sou Bruno Silva, redator de notícias desde 2013, com passagens em diversos sites. No Aaron Tura TV, trago notícias com credibilidade e responsabilidade aos leitores, sobre o mundo esportivo, de olho nas contratações dos jogadores e movimentações no mercado da bola, trazendo também notícias curiosas dos mais diversos assuntos, deixando os leitores atualizados com informações da atualidade.