Notícias

Compras internacionais TERMINARAM? Governo ACABA de aceitar taxação de 20% para compradores


Compras internacionais (Foto: Reprodução/ Getty Images via BBC)

Consumidores habituados a realizar compras internacionais em plataformas como Shein e Shopee devem estar alertas, pois enfrentarão taxas adicionais.

A aprovação recente de uma nova taxação para compras internacionais pela Câmara dos Deputados causou ampla repercussão.

Tal medida impactará diretamente os consumidores que frequentam sites internacionais como Shein e Shopee, com o objetivo de ajustar a tributação sobre importações de menor valor, que antes eram isentas de impostos.

O que ocorre se botar óleo de abacate no cabelo diariamente? (aaronturatv.com.br)

Essa alteração faz parte de um esforço mais amplo do governo para nivelar a carga tributária entre produtos nacionais e importados e fomentar a sustentabilidade por meio do programa MOVER. Informações do Pronatec.

Veja também

Descubra como as mudanças podem afetar os preços das compras online na Shopee
Descubra como as mudanças podem afetar os preços das compras online na Shopee (Foto: Reprodução/Internet)

Compreender os pormenores dessa nova legislação é essencial para consumidores e comerciantes que utilizam essas plataformas. Veja mais.

Nova Taxação para Compras Internacionais

A Câmara dos Deputados ratificou a instituição do MOVER (Programa Mobilidade Verde e Inovação), que inclui a revogação da isenção fiscal para importações.

A partir de agora, será aplicada uma taxação de 20% sobre compras internacionais de até US$ 50. Esta medida é o resultado de intensas negociações entre a Câmara dos Deputados e o governo federal.

Paulo Guedes, do PT, argumentou que a taxação deveria ser discutida em separado, enquanto o relator do projeto, Átila Lira, propôs uma taxa reduzida de 20% ao invés dos 60% originalmente sugeridos.

AVISO TOTAL HOJE (29/05) Nubank para quem tem CPF e PIX inscrito no banco (aaronturatv.com.br)

O principal objetivo dessa alteração é assegurar a igualdade tributária entre os produtos importados e aqueles fabricados no Brasil, atendendo às reivindicações do setor varejista nacional.

A medida busca também prevenir demissões que poderiam resultar da competição desleal com produtos importados que entram no Brasil com custos tributários reduzidos.

Espera-se que a nova taxa promova um maior equilíbrio no mercado, possibilitando que as empresas brasileiras compitam em condições mais equitativas.

Chinesa SHEIN faz muitas entregas internacionais para o Brasil (Foto: Reprodução/Lucas Gabriel MH)
SHEIN faz muitas entregas internacionais para o Brasil (Foto: Reprodução/Lucas Gabriel MH)

Adicionalmente, a medida tem como alvo práticas fraudulentas em que produtos de alto valor são declarados como de valor inferior para esquivar-se da tributação.

Corinthians pretende fechar contrato com Gabigol e pagar valor alto em salário; entenda! (aaronturatv.com.br)

Empresas participantes do programa Remessa Conforme, incluindo AliExpress, Shopee, Shein, entre outras, estão atualmente isentas de impostos sobre compras internacionais de até US$ 50, à exceção do ICMS de 17%.

Contudo, com a nova legislação, essa isenção será eliminada, e todas as compras até esse valor estarão sujeitas à nova alíquota de 20%.

Este ajuste representa uma tentativa de alinhar as normas de importação às práticas tributárias nacionais e assegurar uma coleta de impostos mais equitativa.

NOS SIGA NO INSTAGRAM

Logo Aaron Tura Tv

Aaron Tura

💬 Jornalista | Colunista @ATardeESua @TVFOCOoficial @oficialSUPERPOP

@aarontura

SEGUIR AGORA

Olá, sou um jornalista freelancer apaixonado por contar histórias e transmitir informações de forma clara e objetiva. Com vasta experiência em diversas áreas, desde esportes até tecnologia e cultura, busco sempre trazer um olhar único e envolvente aos meus trabalhos. Minha versatilidade e comprometimento com a qualidade jornalística me permitem entregar conteúdos que atendam às necessidades do site de maneira ágil e precisa.