Irritada, CBF toma atitude com relação à seleção brasileira após mais uma derrota nas Eliminatórias da Copa


Fernando Diniz, técnico da Seleção Brasileira (Imagem Reprodução Internet)
Fernando Diniz, técnico da Seleção Brasileira (Imagem Reprodução Internet)

A Confederação Brasileira de Futebol entendeu que é preciso uma mudança na seleção brasileira após 3 derrota consecutiva

A Seleção Brasileira vem apresentando resultados muito ruins, sob o comando do técnico Fernando Diniz, o time realizou feitos negativos nunca antes alcançados. Pensando nisso, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) decidiu realizar mudanças.

+Marido de Ana Hickmann fala pela primeira vez sobre ameaça de revelar provas contra a famosa

Na última terça-feira (21), o Brasil jogou contra a Argentina, no Maracanã, e acabou derrotada, por 1×0, concretizando uma situação inédita para o time, que nunca havia perdido para os rivais, em casa, nessa competição.

Jogo entre as Seleções do Brasil e Argentina (Imagem Reprodução Internet)
Jogo entre as Seleções do Brasil e Argentina (Imagem Reprodução Internet)

Além da derrota, um problema muito sério ocorrido antes do início da partida, colocou a CBF em maus lençóis no mundo do futebol, pois após misturar as torcidas e não manter nenhum policiamento por perto, uma terrível briga aconteceu, deixando várias famílias apavoradas com a situação.

Com o resultado do jogo contra a Argentina, o Brasil está em 6º lugar na tabela de classificação nas Eliminatórias da Copa, somando somente 7 pontos em 6 rodadas.

Nesse sentido, muitos comentaristas demonstraram verdadeira indignação com a equipe e junto com a torcida clamam por mudanças tanto no time, quanto na cúpula da CBF.

Uma das reclamações mais consistentes é que qualquer coisa relacionada ao técnico da seleção brasileira é levada diretamente para o mandatário da Confederação, impedindo um foco exclusivo no campo e nos jogadores convocados.

+Comunicado oficial sobre dívida do Flamengo é revelado e planos de Landim para o clube são expostos

A solução apresentada por especialistas seria a contratação de um executivo que faria o meio de campo entre o treinador e diretoria, sugestão esta dada pelo jornalista Marcel Rizzo, da Itatiaia Esporte.

Essa pessoa seria responsável por desempenhar um papel de ligação, permitindo que o treinador foque apenas no futebol e nos jogadores e não com assuntos burocráticos.

Ednaldo Rodrigues, Presidente da CBF (Imagem Reprodução Internet)
Ednaldo Rodrigues, Presidente da CBF (Imagem Reprodução Internet)

Isso já aconteceu outras vezes na seleção brasileira, onde Juninho Paulista e Edu Gaspar tiveram esse mesmo cargo no passado e conseguiram desempenhar bem a função.

+Novo valor do salário mínimo: Saiba a estimativa do Governo Federal sobre o piso salarial em 2024

No entanto, a CBF não descarta a possibilidade dessa pessoas não ser um ex jogador, mas que tenha todos os conhecimentos necessários para a realização desse cargo.

Sendo a personalidade que cumpra todos os requisitos, essa pode ser uma boa saída para que a Seleção Brasileira consiga brilhar como o esperado e evolua para melhores resultados do que os apresentados nos últimos jogos.

 

Eu sou Fernanda Zanardo, tenho 32 anos e sou bacharel em direito por formação pela FMU. Sempre atenta à tudo ao meu redor, sou Redatora Web por vocação. Encantada pelo mundo esportivo, adoro escrever sobre o assunto, sobretudo de futebol. Amo animais e viajar.